CASCAIS FICOU 100 PALAVRAS APÓS A FASE FINAL DA TAÇA FIVES!

 

TAÇA FIVES

100 PALAVRAS E SERCITTY DERAM ESPETACULO NA GRANDE FINAL, COM DESTAQUE PARA O MOMENTO DE FAIR PLAY VIVIDO APÓS O APITO FINAL!

 

100 Palavras 2*-2 Era Uma Vez

PENALTIS MADRASTOS!

Em dia de Final Four da Taça Fives de Lisboa, mediram forças na primeira Meia-Final as equipas dos “100 Palavras” e dos “Era Uma Vez”. Foi um jogo muito amarrado na primeira parte, onde só houve um golo e foi para os “100 Palavras”. Na segunda parte e a precisarem de virar o resultado, os “Era Uma Vez” repensaram a sua forma de jogar e voltaram do descanso com outra atitude, muito mais pressionante e incisiva, sendo recompensados com dois golos em belas jogadas. Quando se pensava que a vitória já não poderia fugir, eis que Filipe Luís consegue ainda empatar para os “100 Palavras” e levar o jogo para o desempate por penaltis e aí os “Era Uma Vez” acusaram alguma pressão e desperdiçaram uma grande penalidade cedendo assim a vitória aos 100 Palavras que teriam assim desde logo a sua estreia numa fase final de uma competição, também na sua época de estreia.

 

C. F. Os Amigos 4-9 SerCitty

SERCITTY DEMOLIDORES!

Na segunda Meia-Final da Taça Fives, que foi disputada à mesma hora, a equipa do SerCitty superiorizou-se aos C.F. Amigos desde cedo, construindo uma vantagem no marcador interessante e que não deram azo a uma resposta da equipa contrária. Destaque para a exibição do capitão dos “SerCitty” Paulo Quintão, que apontou um hat-trick que ajudou a fixar o marcador em 9-4 e a marcarem encontro para a final que seria disputada mais tarde frente aos “100 Palavras”.

 

SERCITTY – FINALISTAS DA TAÇA FIVES

 

100 Palavras 4-3 SerCitty

UMA FINAL DE ANTOLOGIA!

Depois de garantida a passagem à Final, era então hora de a disputar e como se costuma dizer: “as finais não se jogam, ganham-se” e foi talvez com este espírito que as duas equipas abordaram a primeira parte, com poucas ocasiões de golo nas balizas, num jogo muito fechado que apenas permitiu uma desconcentração defensiva dos “SerCitty”, que foi aproveitada pelos “100 Palavras”. Na segunda parte houve muito mais espetáculo, com mais envolvência e criatividade nas jogadas, o que naturalmente se traduziu em mais oportunidades de perigo e por consequência mais golos, sendo que mesmo assim ninguém se superiorizou neste capítulo, pois ambas colocaram a bola no fundo das redes por três ocasiões, mas valeu o tal tento na primeira parte aos “100 Palavras” que lhes permitiu levantar o troféu e fazer a festa no final. Nota ainda para o tremendo Fair Play registado no final do encontro com ambas as equipas a saudarem os adversários, atitude esta também extensível ao público presente no recinto.

 

100 PALAVRAS – VENCEDORES DA TAÇA FIVES

 

TAÇA DE LISBOA

AMIGOS DO ADRIANO EM NOVA FINAL FOUR CONQUISTADA A FERROS!

 

InterSac 4-2 Carne para Canhão

INTERSAC SEGUE PARA AS MEIAS-FINAIS!

Os InterSac venceram os Carne para Canhão, num jogo que contou com uma primeira parte equilibrada, com as duas equipas a demonstrarem um futebol positivo, apostando no seu processo ofensivo na procura de assumir o jogo. Entraram melhor os Carne para Canhão a conseguir abrir o marcador colocando-se a vencer por 0-1. Golo que não abalava as pretensões dos InterSac e poucos minutos depois faziam o empate e operavam a reviravolta no marcador, passando a assumir um maior domínio no encontro, o que os levaria a chegar em poucos minutos ao 3-1. Os InterSac apostavam num ataque mais posicional ao passo que os Carne para Canhão aproveitavam sempre que podiam para através de transições rápidas chegar à baliza adversária. O jogo seria novamente relançado com os Carne para Canhão a reduzir para 3-2, abrindo o jogo para a segunda parte. A segunda parte seria também ela de grande intensidade, invertendo-se os papéis, onde os InterSac a vencer apostavam numa organização defensiva mais fechada entregando a bola aos Carne para Canhão, que tentavam a todo o custo desequilibrar a defesa dos InterSac. O jogo tornava-se mais disputado a meio campo com pouco espaço para sobressaírem jogadas de ataque. O jogo seria decidido com o guarda-redes Nuno Costa dos InterSac a aproveitar o adiantamento do GR adversário para através de um lançamento longo garantir a vitória da sua equipa e a passagem dos InterSac às meias-finais da Taça. Resultado final 4-2.

 

Portela FC 5-3 Ajax

PORTELA SALTAM PARA AS MEIAS-FINAIS!

Os Portela FC qualificaram-se ao vencer os Ajax, num jogo onde a primeira parte iniciar-se-ia com o golo dos Ajax, que impulsionaria a estratégia dos Ajax para o que restou da primeira parte, em vantagem baixou as suas linhas fechando os caminhos para a sua baliza oferecendo a bola ao seu adversário e procurando a sua oportunidade para contra-atacar. Estratégia que teria o seu ponto alto com os Ajax a conseguirem dilatar para 0-2 á passagem o minuto 20. Por seu lado os Portela FC apoderando-se da posse de bola e instalados no meio-campo adversário tentavam através de uma circulação a toda a largura destabilizar a organização defensiva dos Ajax, encontrando muitas dificuldades, mas o esforço seria compensado ao soar do apito para o descanso com os Portela FC a reduzirem para 2-1. Se a primeira parte começou com o golo dos Ajax, a segunda iniciar-se-ia com o golo dos Portela FC a estabelecerem a igualdade. As estratégias mantinham-se, os Ajax fechavam os caminhos da sua baliza e os Portela FC tentavam derrubar a muralha adversária, mas seriam os Ajax a festejar novamente conseguindo colocar-se a vencer por 2-3. Os Portela FC mantinham o seu domínio e os índices físicos dos Ajax baixavam, combinação que se traduziria na reviravolta dos Portela FC com dois golos em dois minutos e com as contas a serem fechadas já ao soar do apito com o quinto golo, fechando o marcador num 5-3.

 

Amigos do Adriano 3*-3 Golden Boys

BANDIDO ADRIANO LEVA OURO DOS RAPAZES!

De um lado, a equipa dos Amigos do Adriano, do outro, a equipa dos Golden Boys. Um lugar nas Meias-Finais de Taça de Lisboa estava em jogo e que grande jogo que elas proporcionaram. Embora tenha sido mais empolgante a primeira parte, que registava um empate a 1 ao intervalo, foi na segunda que houve mais drama e lances de génio, como por exemplo a grande jogada individual de Fernando Pires dos “Amigos do Adriano”, que sozinho pensou, construiu e finalizou, com um toque genial a picar a bola por cima do GR para fazer o que era na altura o 2-1. No entanto os “Golden Boys” não demoraram muito tempo a reagir e em dois minutos, conseguiram dar a volta ao marcador, sendo que não conseguiram aguentar pois até final os “Amigos” ainda conseguiram chegar ao empate através de um livre, levando o jogo para penaltis. Aí, o GR dos “Amigos do Adriano” conseguiu parar um dos pontapés de penalti e garantiu à sua equipa a passagem às meias-finais da prova, após ver os seus colegas de equipa baterem 3 penaltis certeiros.

 

PFC 1-2 Real Daqui

JOGÃO DE OUTRO MUNDO MERECIA 2 VENCEDORES!

Foi seguramente um dos melhores jogos que se realizaram no recinto do Myindoor de Cascais nos últimos meses, o que opôs as equipas do “PFC” e do “Real Daqui”. Se houvesse um medidor de intensidade neste encontro, ele certamente teria rebentado a escala, tal não foi o ritmo, a velocidade e a entrega que todos os jogadores colocaram em cada lance, como se as suas vidas dependessem disso e de certa forma até era verdade, pois como jogo da Taça, uma delas veria o seu percurso chegar ao fim nesta tarde. Foram os “Real Daqui” que conseguiram chegar primeiro ao golo, por volta dos seis minutos por intermédio do seu capitão Evandro Torres. Depois disso seria Igor Silva a dilatar a vantagem, chegando ao intervalo com uma vantagem de dois golos que espelhava apenas a maior eficácia desta equipa. Na segunda parte, o jogo continuou rasgadinho, sempre com a bola a rondar as balizas, mas onde os GR iam defendendo tudo o que se encaminhasse para a baliza. Mas às vezes a nódoa também cai no melhor pano e foi assim que os “PFC” conseguiram reduzir, após uma abordagem infeliz do GR adversário, que estava a realizar mais uma vez uma exibição gigantesca, mas que nesse momento não conseguiu parar talvez o remate mais fácil de todo o jogo, o que não chegaria ainda assim para tirar a vitória aos “Real Daqui” e apuramento para a Meia-Final da competição.

 

LIGA DE VERÃO SÉRIE 1

EMPATE JUSTO RESUME O ÚNICO JOGO DISPUTADO NESTA COMPETIÇÃO!

 

Surprise Team 4-4 Canelas FC

NINGUÉM MERECIA PERDER!

O encontro entre os Surprise Team e os Canelas Fc resultou num empate a 4 bolas, com registo para as duas equipas a proporcionarem um encontro equilibrado, com uma primeira parte jogada a um ritmo baixo com as equipas a apostarem nos seus equilíbrios defensivos, resultando num encontro com poucas ocasiões de golo e com as duas equipas a apresentarem um futebol previsível que facilitava o processo defensivo. Ainda assim os Canelas FC partiriam para o intervalo a vencer por 2-1, depois de abrirem o marcador logo nos minutos iniciais e de fazerem o seu segundo golo após o empate dos Surprise Team. A segunda parte trouxe um encontro mais partido com as equipas a apresentarem menos capacidade de recuperação e consequentemente os golos a surgirem dos dois lados e a emoção do jogo a rejuvenescer. Os Surprise Team alcançariam o empate em primeiro lugar, com os Canelas a conseguirem recolocar-se a vencer por 2-3 poucos minutos depois. As ocasiões surgiam nas duas balizas e os Surprise Team conseguiriam colocar-se a vencer pela primeira vez por 4-3 com dois golos consecutivos. As duas equipas colocavam todo o seu esforço em campo e o jogo acabaria justamente em empate com os Canelas FC já bem perto do final a fazer o seu quarto golo, num jogo em que seria injusto atribuir um derrotado. Empate final com um 4-4 no marcador.

 

LIGA DE VERÃO SÉRIE 2

OS MARRETAS TERMINAM ÉPOCA COM VITÓRIA!

 

Os Marretas 5-0 Alba Team

CHAPA 5 DOS MARRETAS!

No último jogo da Liga de Verão para estas duas equipas, foi sem muitas surpresas que a equipa “Os Marretas” conseguiu levar de vencidos os “Alba Team”. Desde bem cedo se percebeu quem era a única equipa que poderia sair deste jogo com a vitória, pese embora a grande exibição do GR dos “Alba Team” que ia defendendo o que podia das investidas dos “Marretas”, mas sendo impotente para parar os cinco remates certeiros dos adversários.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.
EnglishFrenchPortugueseSpanish