Que a bola comece a rolar!

Temos fase de grupos!

Como se previa antes do sorteio, a Final Nacional das SuperLigas de Futebol 5 e 7 encerrará emoção desde a primeira até à última jornada da fase de grupos. Competição de fazer jus à solenidade do próprio sorteio.

Após uma introdução que contemplou os melhores momentos da Copa Ibérica e da Final Nacional anterior, ambas disputadas em Julho último, foi o Coordenador Nacional para as SuperLigas, Gonçalo Oliveira, quem tomou a palavra.
“Se estão aqui, todas as equipas realizaram uma época excepcional. Todas elas merecem estar aqui”, avaliou antes de nova intervenção, agora de Carlos Carvalho, responsável pelo Conselho de Arbitragem.

O responsável pelos árbitros sublinhou a sua esperança de que “todos desfrutem com o maior fair-play” numa competição que cedo oferecerá momentos de muito bom futebol no que respeita ao Futebol de Cinco.
Destaques para o potencial do Grupo B, que junta campeão nacional (União Fanzerense) e vice-campeão (Sarrabecos) em confronto directo num grupo que também contempla os dois ‘Inter’s:, Internacional PB e Intersac.
Em ambos os casos, a ambição não se esgota na dificuldade máxima de defrontar as dias melhores equipas de 2017 – o capitão do Internacional, Adriano Ferreira, avançou mesmo que o objectivo passa por “ficar nos quatro primeiros”.

Já da parte do responsável pelo Intersac, Carlos Santos, a meta estará na diversão de toda a equipa, que “depositou muitas esperanças na Final anterior e acabou por correr mal”. Ainda assim, não dará cada jogo por entregue…
No Futebol de Sete, dois grupos destacam-se dos demais: o Grupo D, que junta Balizas Auto-Manaiacar (vencedor da SuperLiga de Aveiro), Central Mensageiro (ex-cameão nacional) e ARCOV (vice-campeão nacional).

O Grupo E garante semelhante qualidade: alia um derby lisboeta entre AMBCV e Bonde Sem Freio e ainda os Pupilos da Dina, vencedor da Divisão de Elite do Porto e cujo jogador e representante Tiago Pinto aponta ao topo. “Não somos outsiders, somos campeões do Porto e estamos aqui para ser campeões”, afiançou como repto que deve ser replicado por todas as restantes equipas. O interesse, esse, surgirá assim que o primeiro jogo se inicie.

 

Artigo de Rafael Reis – Representante do Jornal Abola

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.
EnglishFrenchPortugueseSpanish